Amor, pra mim, é isso. É não precisar jurar amor eterno, nem presença, nem carinho. E ainda assim, amar, estar sempre perto. É cuidar e dar carinho. É proteger, zelar, divertir. Enfrentar tudo, sabe? Passar pelo que for. Não terminar por qualquer besteira. É não ver nada maior que o que se sente. E não deixar nada ser maior do que isso. Amor não precisa ser jurado, nem prometido. Amor precisa ser sentido. Valorizado.
futurasuicida. base dts. ++
“Eu não te culpo. Eu, no seu lugar, faria o mesmo, talvez. É que eu sou uma pessoa difícil de lidar, de conviver, de amar.”
Querido John.  (via autorias)

“Por que você não disse que viria? Logo agora que eu tinha me curado das feridas, que você abriu quando se foi. Por que chegou sem avisar? Eu queria tempo pra me preparar, com a roupa limpa, a casa em ordem e um sorriso falso pra enganar. Por que a surpresa da sua volta? Justo quando eu tento vida nova, você vem pra perguntar, se tudo que eu sentia acabou. Você até parece um vício, que largar é quase impossível. Exige muito sacrifício e quando eu me considerava limpo, vem você pra me oferecer mais. Eu não entendo a sua volta, não entendo a sua indecisão, num dia eu sou o seu grande amor, no outro dia não.”
Nenhum de Nós. (via palesttina)

“Gosto daquilo que me desafia. O fácil nunca me interessou, já o obviamente impossível sempre me atraiu — e muito.”
Clarice Lispector  (via nevarei)

sodium fan club meeting 2014


“Acho que tenho tudo que quero. Quando quero cerveja, bebo cerveja. Quando quero vodka, bebo vodka. Quando quero você, bebo vodka.”
Soulstripper (via magoamos)

“Me pego apoiado no parapeito da janela olhando pras luzes dos portes e dos faróis dos carros que passam na rua. Me pego apoiado nos cotovelos pensando se você estaria pensando se estou pensando em você. Eu estou. Penso nos teus lábios vermelhos marcando meu pescoço. Penso nas suas mãos encaixadas nas minhas. Penso em nossos corpos unidos como um, de modo que caiba todo amor do mundo. Penso em ser seu abrigo nas noites de outono. Penso em poder te aquecer quando o inverno chegar. Penso em ser seu escudo por ser sua proteção e sua roupa por ser tão intimo. Mas penso isso achando que você esteja pensando se eu estou pensando tudo isso. Se é amor, não sei. Mas estou amando não saber.
Amar é suicídio, morremos o tempo todo. Todos os dias. O amor é um tiro no escuro. A gente nunca sabe se vai atingir alguém, se vão nos atingir, ou se ambos serão atingidos. A única coisa que sabemos é que, quando sentirmos a arma na mão e as luzes forem apagada, é porque estamos dispostos a nos ferir o quanto for pelo amor.”
D C Monroe e Thiara Macedo  (via nevarei)