Amor, pra mim, é isso. É não precisar jurar amor eterno, nem presença, nem carinho. E ainda assim, amar, estar sempre perto. É cuidar e dar carinho. É proteger, zelar, divertir. Enfrentar tudo, sabe? Passar pelo que for. Não terminar por qualquer besteira. É não ver nada maior que o que se sente. E não deixar nada ser maior do que isso. Amor não precisa ser jurado, nem prometido. Amor precisa ser sentido. Valorizado.
futurasuicida. base dts. ++
“Amor? Não sei. É meio paranóico. Parece uma coisa para enlouquecer a gente devagar”
Caio F. Abreu (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)